Fala galera,

Quanto tempo, hein? Passei uma temporada longa viajando. Na verdade, ainda estou nessa jornada de 100 dias seguidos fora de casa.

Está sendo sensacional, mas o que mais me surpreendeu, foi que durante as viagens, eu evitava jogar poker online, longe do meu computador, sem minhas estatísticas, meu famoso HUD ( programa que disponibiliza as famosas estatísticas). Me sentia em desvantagem ao saber que meus adversários estariam usando e eu não.

Agora, no partypoker, finalmente essas estatísticas foram proibidas, deixando o jogo mais justo para os jogadores recreativos, e pra quem quer jogar por exemplo do celular.

Com isso, finamente me senti à vontade de jogar durante as viagens e, por isso, decidi passar 100 dias viajando, sabendo que não deixaria de jogar online.

Eu particularmente joguei bastante fastforward, uma modalidade de cash game, onde ao foldar uma mão, você automaticamente vai pra outra mesa com novas cartas. Extremamente dinâmico, né? Você nunca fica sem cartas esperando os outros jogar.

Pra se ter uma ideia, joga-se por volta de 75 mãos por hora em uma mesa convencional de cash game. Nas mesas fastforward joga-se de 200-250 mãos por hora.

No celular, sempre com ação, e quando eu decidia ir ao parque com os meninos, era só levantar da mesa. Demais, né?

Além do mais, o partypoker oferece um rakeback excelente, que melhora muito os resultados financeiros, principalmente nas mesas de fastforward, já que jogando mais mãos você recebe mais rakeback. Pra melhorar, está rolando um leaderboard exclusivo pra fastforward, semanal, com 75 mil dólares distribuídos por semana, divididos em rankings desde micro ao high stakes, separadamente,

Pra todos terem chance de forra! Demais, né?

Eu particularmente estou adorando o fato de não ter mais as estatísticas. Cada vez mais amadores estão voltando às mesas online, o jogo fica menos predatório, o ecossistema saudável e as ações bem mais divertidas.

E vocês? O que estão achando?

Te vejo nas mesas, pelo meu celular!

Abraços,

João Simão

Compartilhe.

Comentários estão fechados.