O tema do blog de hoje foi sugerido pelo Reobe lá no fórum do Discord. Se você ainda não faz parte, só clicar no link e participar das discussões diárias – é tudo gratuito.

A Insanidade do Microstakes

Talvez a mais perigosa expressão do Microstakes é o tal do Anytwo. Em bom português: “qualquer duas cartas”. Quem nunca ouviu numa discussão que fulano “pagou pra ver, pois o vilão estava jogando anytwo” ou “aquele oponente é maluco, dá raise com anytwo” ou “ele ali defende o big com anytwo”. A mais famosa é: “não gosto de jogar o microstakes, pois o field joga anytwo e isso não é poker”. Afinal, tem alguém mesmo jogando 100% do baralho no Microstakes? Mito ou Verdade?

A resposta é: MITO! É POSSÍVEL encontrar alguém que LITERALMENTE joga qualquer duas (afinal ele pagou a inscrição e pode fazer o que quiser!), mas na vida real é improvável e frequentemente uma MÁ INTERPRETAÇÃO do jogo. Em outras palavras, encontraremos ranges mais amplos no Microstakes, porém longe de serem uma seleção do baralho inteiro. Sendo assim, vamos visualizar essa diferença criando ranges de 40bbs efetivos.

Mapeando Visualmente

Range de openraise do UTG (12% das mãos)

Call + raise do BTN versus MP (20% das mãos)

Aqui call + raise do BB versus CO (50% das mãos)

Por fim limp do CO (32% das mãos)

Cada um dos ranges acima foi criado com o mesmo foco: não ser nem muito loose e nem muito tight. O exercício é visualizar o quão distante cada range médio está de ser 100% do baralho. Veja abaixo minha tentativa de ampliar bastante as seleções com novas cartas em amarelo:

Você versus Microstakes

Concluindo, nem modificando o maior range de todos (a defesa do BB) e esticando em 20% cheguei perto do tal Anytwo – marquei 70% do baralho “apenas”. Logo, mesmo que alguém na sua mesa pareça estar jogando insanamente lembre-se dos números acima e de que é improvável ele aparecer com um 32o. Lembre-se que todo mundo tem sua lógica pra jogar – mesmo que usando motivos errados, superstições, erros matemáticos.

Compartilhe.

Comentários estão fechados.